A cena mais triste da história do cinema

Depois de vos darmos a conhecer 50 momentos de partir o coração que passaram no cinema, partilhamos agora a cena mais triste da história da sétima arte. Engane-se quem pensa que é o final de “Titanic” ou a morte da mãe do Bambi. Segundo um estudo da Universidade da Califórnia dos Estados Unidos da América, a cena mais triste da história do cinema acontece no filme “The Champ”, realizado por Franco Zeffirelli em 1979. No clímax, o protagonista morre à frente do filho de 9 anos, levando o menino às lágrimas enquanto suplica “campeão, acorda!”.

De acordo com os pesquisadores, mais de 250 filmes foram avaliados e 78 trechos selecionados. Depois, colocaram 500 voluntários para assistí-los, observando as emoções que cada cena causava. O resultado do trabalho foi filtrado a 16 trechos finais, capazes de estimular emoções específicas (como nojo, raiva ou tristeza), mas a cena mais eficiente na hora de fazer os participantes cair em lágrimas foi protagonizada pelo pequeno ator Ricky Schroder que chora sobre o corpo do pai morto. A cena mais triste do cinema vem sendo usada em vários estudos ao redor do mundo, quando é necessário, para o bem da ciência, acabar com a alegria dos participantes.

“The Champ” conta a história de um ex-campeão de boxe chamado Billy Flyn. Ele luta contra a falta de dinheiro para criar o pequeno T.J., que é o menino que aparece na cena. Para garantir a custódia do filho, que está sendo reivindicada pela mãe, Billy não vê outra hipótese a não ser voltar aos ringues.

P.S. Ativa as legendas no player.

Você pode gostar...

Deixar uma resposta